domingo, 26 de dezembro de 2010

Nosso antepassado fogo


estrela do norte
flor de filigrana
no nervo do poente
vôo cansado da coruja
que desgarra seu arpão
planta do incesto
do sol com as águas
árvores cheias de bocas
donde o gavião salta
ciclone do Universo

Poema de Roberto Piva - Em "Estranhos sinais de Saturno". Bom 2011 pra quem passar por aqui.

Um comentário:

Ingrid Leutwiler disse...
Este comentário foi removido pelo autor.