segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Minuto de sabedoria


Neste lugar solitário
onde a vaidade se acaba
todo covarde faz força
todo valente se caga

(Em "Desabrigo", de Antonio Fraga)

6 comentários:

Kave Pedro. disse...

Antonio Fraga über alles! Desabrigo über alles! Ele é o cara, saudade do Desabrigo que deixei em alguma caixa em Sao Carlos.

Tchellu's disse...

Caralho Maluco!

Agora o papo atingiu outro nível, o de obrar!
Fiquei pensando... Quantos são os supositórios que um cara tem que “engolir” pra tentar ser feliz?

Amplexos supersônicos eletro-eletrônicos.

Tchello's disse...

Saudade de me entorpecer
com os velhos amigos
Bebendo vinho
e ouvindo rock antigo

CIBELE CAMARGO disse...

Adorei seu blog, muito bom
Beijos,
Cibele

Velho Bandido disse...

Como esse é um blog todo Sérgio,
O Santeira e o Sampaio

O nome
Os leros e boleros

Então aos Sérgios
E com satisfações Sampaionianas
Compartilho, tardiamente
A felicidade de descobrir
Os compactos e raros do cara


Não adianta
Coco verde na descida rola

Velho Bandido disse...

Esta privada esta ornamentando bem minha noite torta
E provocando delírios estroboscópicos aos jorros

Não há lugar melhor para depositar nossos DEJETOS
Que na privada dos DELÍRIOS de ópio retal de Trainspotting
Na descarga ROCK’N ROLL da Sociedade da Grã-Ordem Kavernista
E na MÁ POESIA filhadaputa do Paulo Leminski

Não adianta esperar um dia voltar a ser criança
O sonho já acabou faz tempo
(Ou nem começou)
Quero ver é ser poeta com quase quarenta